Sabemos que cada vez que são divulgados números a respeito do mercado de varejo on-line no Brasil, pula mais uma pulga na orelha do empresário que se questiona: como eu faço pra abraçar a maior fatia possível dessa receita? Pois é, alavancar as vendas está na agenda de dez entre dez empresários e de fato, esse é um dos principais momentos para apostar nesse mercado que tem previsão de faturar R$ 63,9 bilhões em 2015. O valor, diga-se de passagem, é 20,34% maior em relação ao ano anterior, segundo levantamento da e-consulting. E a tendência é que continue a crescer vertiginosamente, acompanhando a evolução e maturidade do consumidor.

Mas em termos práticos, não há uma ação única a se tomar para realizar mais vendas da noite para o dia. Mas há sim um combo de ações que jamais podem ser desconsideradas e que devem ser realizadas simultaneamente.  Para te ajudar a compreender a relevância de cada uma, preparamos uma lista pra guia-lo ponto a ponto rumo ao objetivo de gerar mais vendas.

1. Foco no cliente

Parece que estamos “chovendo no molhado” ao dizer isso. Mas a verdade é que o e-commerce ainda tem muito para se desenvolver e oferecer uma experiência de compra realmente envolvente para o consumidor. Vale olharmos para as melhores práticas do varejo tradicional – que já fazemos muito bem no Brasil – e tentar direciona-las para o on-line. Questione-se permanentemente sobre todo o processo de compra em sua loja. Se coloque no lugar do cliente. Tente projetar como ele se sente em cada etapa do processo: da primeira impressão ao entrar na loja ao fechamento da compra, como será que ele se sentiu?

2. Testar, testar e testar

Se você está fazendo o dever de casa, está se questionando frequentemente sobre o comportamento de compra do seu cliente. E, para chegar à conclusão mais próxima da real, a ação a se tomar é testar constantemente todas as interações possíveis com ele. Se você já tem um bom tráfego em sua loja, fazer uso de testes é essencial. Vale usar o método para validadar Headlines (título-destaque) da página, Call-to-action (botões de ação para conversão), Imagens ou vídeos, Descrições da oferta, Tamanho e campos do formulário, e Indicadores de confiança (depoimentos, certificados, e outros).

3. Cuide das suas redes sociais

É recomendado não terceirizar a mediação de suas redes sociais. Elas são o cerne do negócio, já que é onde é possível se relacionar de forma permanente com seu cliente ou cliente em potencial. Para conhecer seu público é preciso estreitar laços com ele. A conversão e fidelização se dá também nesse espaço fértil. É vital estar pessoalmente envolvido nessa relação. Também vale incorporar elementos das mídias sociais no seu e-commerce para aumentar sua relevância. Análises de produtos e depoimentos ajudam nas compras.

4. Conteúdo é rei

Aproveite o espaço das redes sociais e entregue conteúdo para seu cliente. É por meio de assuntos relevantes e de interesse do seu público que o relacionamento se consolida. Mas, lembre-se da regra de ouro: 20% de propaganda para 80% de informação.

5. Mobile é presente e futuro

Com taxas de crescimento vertiginosas, o acesso à internet via mobile (smartphones e tablets), é a plataforma do presente e do futuro no e-commerce. Olhar para essa realidade e adaptar-se são mandatórios para que seu cliente possa encontrar seu produto e serviço independentemente de onde ele o acessa. Vale lembrar que o Google, como principal provedor de busca, já alterou sua política e beneficia empresas mobile-friendly no ranking orgânico e pago.

6. SEO

Quanto mais concorrentes entram na briga por uma fatia do e-commerce, mais necessário é se destacar da multidão. E para estar no topo das buscas é preciso estar em dia com as melhores práticas de SEO para que seu negócio seja o primeiro a ser encontrado pelo seu consumidor em potencial.

7. Reúna dados

É cada vez mais prioritário entender o cliente em profundidade para se relacionar com ele, prover conteúdos e produtos de interesse, e gerar muito mais conversão. Manter uma base de dados afinada é o substrato para realizar futuros lançamentos e ações com mais assertividade.

8. Não pare

Continue avaliando permanentemente sua estratégia, seu cliente, seus produtos. Numa era tão volátil como a nossa é preciso muito dinamismo para alcançar o sucesso. Portanto, volte ao passo um e continue em frente!

Conheça tudo que o nosso Hub de Integração pode fazer por você!