Na hora de colocar o sonho de ver o negócio próprio dar certo e funcionar na prática, lidamos com dificuldades que ninguém nos contou. Uma delas costuma ser relativa à reposição do estoque. Mas, para lhe ajudar, você precisa conhecer melhor a Curva ABC.

Essa ferramenta para gestão de estoque promete aliviar dores de cabeça, aumentar o prazo dos pagamentos a fornecedores, diminuir o tempo de recebimento dos clientes e os gastos para recompor o número de produtos disponível. Ou seja, otimizar funcionamento e administração da sua empresa de uma maneira geral, visando aumentar a lucratividade.

Como a Curva ABC surgiu

A Curva ABC vem de muito tempo atrás, baseada no trabalho do economista italiano Vilfredo Pareta, ainda no século retrasado. O estudo procurava, primordialmente, analisar a concentração de renda e riqueza na sociedade da época.

Pareta concluiu que cerca de 20% da população possuía, então, 80% de toda a riqueza. O curioso é que a análise sobre o desequilíbrio econômico e social acabou se tornando um dos métodos mais eficazes na gestão de mercadorias.

O objetivo essencial da Curva ABC — também conhecida por “80-20” — aplicada aos negócios é investir apenas o necessário para obter o máximo de lucro. Ela é utilizada para as empresas determinarem em quais produtos devem ter seu foco.

Para isso é necessário classificar o estoque em três categorias, de acordo com a sua relevância nas vendas:

  • Classe A → produtos com maior importância nas vendas (cerca de 20%);
  • Classe B → produtos com importância intermediária nas vendas (cerca de 30%);
  • Classe C → produtos com menor importância nas vendas (cerca de 50%).

Como funciona a Curva ABC

A partir da Curva ABC, ou Curva 80-20, percebe-se que a relevância do estoque para um empreendimento se assemelha à desigualdade econômica de uma sociedade. Veja a comparação:

  • 80% da riqueza da sociedade X acumulada nas mãos de 20% da sociedade
  • 80% do capital empregado X aplicado para manter 20% dos itens (Classe A)

Esses 20% mais vendidos serão o foco da sua reposição de estoque. São eles que devem estar sempre disponíveis para a venda. Por essa lógica, ter esses itens em falta fará sua lucratividade cair e seus clientes migrarem para concorrentes. Já os itens Classe B devem ter seu estoque em segundo plano, enquanto os 50% da Classe C vão demandar menos investimento e reposição.

A importância de usar a Curva ABC é contrapor a prática pouco recomendada, que muitas pessoas utilizam, de privilegiar a intuição no momento de administrar o estoque.

Noutras palavras, ao notar quais dos seus produtos equivalem aos 20% mais vendidos, você deve privilegiá-los no momento de repor o seu estoque. E, assim por diante, com relação aos produtos da Classe B e C.

Conheça a Plugg.to

Conheça a Plugg.to e aproveite todas as facilidades disponíveis que a empresa oferece para dar aquele up no seu negócio! Centralize todas as suas integrações, conheça o integrador marketplace.

ENTRE-EM-CONTATO-PLUGG