Você já ouviu falar Experiência de Compra?

Se você ainda não é familiarizado, chegou a hora de ver e devorar para ontem essa gigantesca tendência que separará os bons e os ruins do mercado nos próximos anos.

A Experiência de Compra está em todos os lugares. Com o público cada vez mais engajado e conectado, uma compra não pode ser só mais uma compra, é preciso que a marca conquiste. Em época onde tudo é online e a concorrência é cada vez mais acirrada tanto no físico como no digital, as marcas precisam não só criar formas de garantir a finalização da compra dos seus usuários, mas também que eles falem sobre e voltem a comprar nas suas lojas.

Mas como funciona a Experiência de Compra?

A Experiência de Compra contempla praticamente um universo inexplorado! O célebre Omnichanel (onde não existe diferença da loja física e virtual) é só a ponta do iceberg deste dantesco mundo. Tudo que engobla facilidade ou experimentação, podem ser consideradas Experiências de Compra.

Um exemplo prático que acabou de chegar no Brasil seria o Apple Pay. A facilidade de pagar pelo celular, permite que você consiga praticar uma corrida no parque sem se preocupar com a carteira, por exemplo. Assim, você pode curtir o exercício e pagar o suco pós treino sem receios.

Ok, mas como eu faço a Experiência de Compra na minha loja?

O céu é o limite! O usuário de hoje gosta de personalização, ele quer se sentir único e importante (por que afinal de contas, ele é mesmo!). Ninguém mais quer ser só um número estatístico no terminar de uma compra, ele quer ter algo novo no ato para poder compartilhar com os outros. Então seja vender um óculos ou um carro de luxo, é preciso fazer com que o comprador se sinta feliz.

– Busque maneiras entreter o seu comprador. Às vezes uma arquitetura diferente, ou alguns aspectos visuais criam um uma atmosfera totalmente nova e garantem uma excelente experiência de compra.

– Torne o processo de compras divertido e sem falhas, facilite os processos.

– Dê informações ao seu comprador! Diga de qual fruta aquele creme foi feito, ou quem costurou as peças da nova coleção. Valorize o seu produto.

– Faça uma interação entre a equipe e o comprador. Faça com que ele se sinta em casa tendo gente cativante e motivada atendendo

– Aposte em interações sensoriais! Abuse das telas e das experiências em realidade aumentada, por exemplo.

Exemplo real: A Apple percebeu que o mundo do futuro não será feito de filas. Por isso, ela resolveu extinguir as filas de pagamento nas suas lojas! Os vendedores que te mostram o novo aparelho são os mesmos que finalizam a sua compra com a maquininha de cartão, ali mesmo no balcão. Ah, e isso se o usuário não usar o Apple Pay que falamos ai em cima, ai ele não precisa nem dar um “oi” aos atendentes se não quiser.

Aqui você pode ver como a Experiência de Compra pode influenciar as suas vendas:

O futuro chegou, caro leitor! E se bobear, sua loja pode ficar por fora. Preste muita atenção no mercado, veja como ele está inovando. Veja quais são as barreiras que existem no seu negócio e tire-as! Facilite o pagamento, a entrega, a troca. Ou quem sabe mostre para os compradores informações de como a sua empresa pode ajudar a vida de outras pessoas. Você utiliza mão de obra caseira? Fale sobre isso! Você tem parceria com uma ONG? Espalhe para todo mundo e Boas Compras!