Importar produtos da China é algo comum entre os consumidores brasileiros atualmente. O que era algo obscuro e cheio de dúvidas, se tornou algo comum e seguro. Por isso, diversos empresário focaram em revender diretamente os produtos da China.

O prazo de entrega extenso já não incomoda os consumidores. Além disso, uma vasta gama de produtos seduz cada dia mais clientes. E você pode investir nesse negócio de forma satisfatória.

A tendência de internacionalizar alguns Sellers de Marketplaces começa a ganhar espaço. Lojas de outros países já vendem dentro dos grandes Marketplaces brasileiros diretamente. Mas, outras lojas colhem bons frutos intermediando essas vendas.

E os números só fortalecem essa tese: Segundo o relatório da UPS (Empresa Global de Logística) 81% dos brasileiros confirmam ter realizado uma compra internacional. Destes, 63% optaram por comprar na China.

Preço Baixo é o Principal Motivo para Compra de Produtos da China

Sim, a espera vale a pena. O baixo preço dos produtos da China seduziu os brasileiros. Dos brasileiros entrevistados para o relatório UPS, 60% afirmam que o preço é sim o maior motivo para as compras Made in China.

Por isso, sua loja virtual pode evoluir em volume de vendas oferecendo produtos da China. Outra possibilidade é que você tenha um estoque dos produtos e, consiga um bom lucro, tendo o produto a pronta entrega.

São modalidades que podem fazer da sua loja uma referência de vendas online. Além de oferecer o seu estoque “nacional”, sua loja tem o diferencial de disponibilizar produtos da China e outros países.

É uma boa estratégia. E pode ser feita de várias formas. Uma delas, muito utilizada é o Cross docinkg. Neste formato a sua loja não tem estoque físico, apenas oferta o produto que estará em um Centro de Distribuição. Ao efetuar uma venda, seu sistema interliga aciona o CD que realiza toda a logística de entrega do produto direto ao cliente.

O setor de comércio eletrônico do Brasil poderá crescer a uma taxa de 12%, com estimativa de vendas em R$53,5 bilhões (mais de US$15 bilhões), e mais de 60 milhões de consumidores devem comprar on-line em 2018. Segundo dados da UPS.

É importante realizar um estudo e planejar suas estratégias de vendas com base nestes números que não devem ser ignorados.

Boas Vendas!