Saiba como consumo consciente irá mudar a sua maneira de vender
Saiba como consumo consciente irá mudar a sua maneira de vender

Saiba como consumo consciente irá mudar a sua maneira de vender

Saiba como consumo consciente irá mudar a sua maneira de vender:

Você já parou pra pensar que a geração que nasceu nos anos 2000 já é adulta, trabalha e têm um perfil de consumo que está fazendo muitos negócios repensarem suas estratégias de venda? Estamos falando da Geração Z, jovens de até 24 anos que até o momento já representam nada menos do que 30% da população e estão influenciando nas decisões de compra das gerações mais adultas. 

Continue lendo para saber como se preparar para atender este público que está ganhando cada vez mais relevância e influência. 

Consumo consciente

Em tempos de fake news, escândalos políticos e desastres ambientais cada vez mais frequentes, os brasileiros estão ficando cada vez mais desconfiados quanto aos produtos que compram e pedem um posicionamento responsável e transparente por parte das empresas.

Esse novo jeito de consumir, já está impactando o mercado que rapidamente vem encontrando maneiras de se adaptar às novas exigências do consumidor. No ano passado por exemplo, o Mercado Livre lançou uma seção de produtos sustentáveis que reúne produtos que se propõem a gerar impacto social e ambiental positivo. 

Quais são as características do consumidor consciente? 

Preocupado com o impacto que suas escolhas vão causar na sociedade e para o meio ambiente, o consumidor consciente dá preferência à marcas  que ajudem a diminuir os impactos negativos. Alguns boicotam marcas que não estão alinhadas com seus valores e recomendam aos amigos, produtos que são responsáveis. Conheça alguns aspectos deste novo perfil de consumidor

  • Valorizam marcas com propósito;
  • Geralmente compram apenas o necessário e evitam gastar por impulso;
  • Lêem os rótulos e preferem saber a procedência do produto e a cadeia de produção;
  • Recusam canudos, sacolas plásticas, utensílios descartáveis e procuram comprar produtos que gere a menor quantidade de lixo possível. 
  • Separam o lixo;
  • Compartilham informações sobre o consumo consciente;
  • Exigem que as empresas tenham um posicionamento com relação aos impactos que geram na sociedade. Por exemplo: boicotam marcas que ainda testam produtos em animais. 

Adapte-se antes que seja tarde 

Antes de adotar um discurso de responsabilidade socioambiental, é preciso olhar para o seu negócio como um todo, inicialmente descobrindo o real propósito da empresa.  

É importante ser consistente e a transparente! Esse é um ponto-chave para que o consumidor se identifique e confie no que você comunica em relação às suas ações de impacto social. Um grande exemplo são marcas que se posicionam de forma solidária apenas em datas sazonais como o Natal, ou mesmo no Outubro Rosa, por exemplo. Isso pode ser visto, no entanto, até mesmo como um oportunismo para vender mais e não um apoio de forma genuína. 

Como a tendência de Consumo Consciente irá impactar suas vendas?

Há anos o tema sustentabilidade não é novidade e quanto mais o tempo passa, mais pessoas e empresas têm mudado suas atitudes em relação ao impacto que cada compra ou venda causa na sociedade e no meio ambiente. Cientes dessa preocupação coletiva, as empresas têm visto a importância de comunicar suas ações de responsabilidade social, que consequentemente gera mais valor para a marca, engajamento e fidelização dos clientes.

Mudanças simples que você pode adotar hoje:

  • Repense a sua logística: É possível diminuir ou eliminar embalagens que usam muito papel e plástico ou adotar recicladas? Uma excelente opção também é dar ao seu cliente a opção de retirar o produto na loja física.
  • Doe uma porcentagem de suas vendas para o apoio de causas sociais
  • Eduque seu público: Compartilhe dicas sobre a melhor maneira de descartar o lixo gerado por cada compra ou adote estratégias de logística reversa. 

Ter um posicionamento responsável engaja, conecta e inspira! Seus clientes podem ter sua empresa como referência de boas práticas. 

Lembre-se que a Responsabilidade Social deve ser genuíno! Assim, naturalmente você e seus clientes estarão contribuindo juntos para um mundo melhor. 

Entre propósito e resultado, fique com os dois 🙂

Sobre a autora: Fernanda Mello

Coordenadora de Marketing do Polenuma fintech curitibana, que conecta empresas e causas, facilitando o apoio social corporativo e gerando recursos para instituições de impacto social de um jeito simples, automático e transparente. Fernanda é formada em Publicidade e Propaganda e não dispensa a oportunidade de explorar novos mercados, culturas e tendências.  

E-mail do gravatar: fer.mello@opolen.com.br

Deja una respuesta