You are currently viewing Como se preparar para altos fluxos de venda

O consumo pode ocorrer por diversos motivos, desde bens para necessidades básicas até itens voltamos para saciar um desejo.

Porém, o que faz uma compra ser realizada é seu processo de vendas, e por meio dele é possível fidelizar um cliente e angariar novos leads.

A forma como esse método de vendas é feito é um fator crucial para o desenvolvimento comercial, tanto no físico quanto no digital, pois sem ele dificilmente um negócio andará para frente.

ilustracao-modo-de-vendas

Para criar uma boa estratégia de vendas é necessário de uma análise ambiental, ou seja, conhecer a situação econômica do país, tendências do mercado e saber os pontos fortes e fracos de sua empresa, esses fatores auxiliam na decisão de compras do cliente.

Mas como funciona o processo de vendas?

A forma como uma compra é realizada varia de acordo com as circunstâncias, e antes do fechamento de uma venda o consumidor passa por uma jornada.

A postura do lojista durante esse trajeto faz toda diferença nos resultados, por isso anote algumas dicas:

1 - Se torne especialista no produto

Sabemos que ninguém gosta de gastar dinheiro em algo que não cumpre o que promete, e cada vez mais os consumidores estão sendo exigentes em relação ao custo-benefício de uma oferta.

Por isso, conheça o seu catálogo de produtos, sabendo de forma assertiva suas:

2 - Busque oportunidades

Agora que você já conhece as características de suas mercadorias, busque oportunidades. Explore as várias opções de vitrines para o seu produto, cada vez mais o varejo físico e virtual tem trabalhado em conjunto, utilize essa estratégia para potencializar o faturamento do seu negócio.

Faça um mapeamento de mercado!

Com isso é possível conhecer onde se concentra seu público-alvo e qual seu comportamento antes, durante e depois da compra.

Sabendo as necessidades e atributos do público, as chances de converter uma venda e fidelizar o seu cliente, só aumentarão!

3- Adapte sua comunicação com o cliente

Após uma análise do público-alvo, é possível ver que cada pessoa necessita de uma forma de atendimento, mas não se esqueça de levar em consideração fatores além da persona da marca, um exemplo disso é:

Nem todo mundo que compra em uma loja de skate necessariamente pertence a esse universo, é preciso ser flexível!

Mas e quando a venda é pela internet?

Neste caso, nem sempre é possível o contato entre consumidor e lojista, pois não são todos os clientes que estão dispostos a iniciar uma conversa via e-mail, e nem todos os marketplaces e lojas oferecem um mecanismo de perguntas e respostas na pré-compra.

Uma maneira de não deixar o seu cliente sair do seu anúncio pois continua com dúvidas é:

Investir em conteúdo na confecção do seu anúncio

Além de expor as informações técnicas sobre o produto, inclua um FAQ com perguntas mais frequentes na descrição da oferta.

ilustracao-faq

4 - Conheça as reais necessidades do cliente

No online, como nem sempre é possível conversar com o consumidor em potencial, e em muitos casos o cliente ou vai em na loja, ou vitrine no marketplace para pesquisar mais sobre o que quer, ou quando já sabe e está pronto para comprar.

Por isso, ao anunciar um produto é necessário investir na comunicação visual e descritiva para auxiliar no processo de escolha do produto.

Para ter suas mercadorias destacadas e influenciar na decisão de compra, invista nesses elementos:

Fotografia

Mostre as mercadorias ofertadas de todos os ângulos, disponibilizando a possibilidade de usar o zoom, e use fotos de alta qualidade.

Descrição

Como dito anteriormente, exponha todos os benefícios dos produtos, mostre formas de uso inovadoras. Seja criativo!

Título

Use palavras-chave, mas não faça um título longo! Se baseie nesse modelo:

Produto + marca + modelo + duas características principais

5 - Invista nas formas de pagamento

Após o cliente se sentir convencido que será uma boa adesão, é a hora da compra. Ofereça a ele diversas formas de pagamento para que ele se sinta ainda mais satisfeito.

6 - Tenha um bom pós-venda

Uma compra só é concluída no momento em que o cliente recebe o produto e confere se está tudo em ordem. Mas claro, imprevistos podem acontecer.

Então se ao receber o produto o consumidor notar um defeito ao perceber que não era o que esperava, o pós venda entra em ação!

Não se esqueça que a forma como o cliente interage no pós venda diz muito sobre a fidelização com a sua loja e até mesmo na avaliação.

Contudo, há outro ponto extremamente importante para manter uma empresa: a administração.

Com ela é possível realizar previsões de como se alocar no cenário de vendas, independente da ocasião.

Ao falar de vendas hoje em dia, dificilmente o assunto ficará só nos âmbito físico,a internet possibilitou que os lojistas expandissem o seu negócio para além dos endereços fixos, criando várias vitrines para um único catálogo de produtos.

ilustracao-ads

O virtual gerou muitos benefícios aos lojistas, pois nesse espaço se tornou possível um alto desempenho de vendas, sendo possível vender em vários locais ao mesmo tempo 24 horas por dia.

Contudo, para manter um alto fluxo de pedidos e ter uma gestão eficaz, é necessário manter a organização para não deixar nada faltar.

E quem se divide entre várias plataformas de venda precisa de um aliado!

Apesar de ótimas maneiras de aumentar o faturamento, vender em várias plataformas precisa de cuidados, uma vez que no digital cada canal de venda trabalha de forma individual, não possuindo nenhuma ligação entre si.

Esse é o cenário de quem se divide entre as vendas no e-commerce e marketplaces, ou até mesmo entre o ambiente físico e virtual, gerenciar todos esses canais além de ser mais demorado, pode levar a uma série de erros.

Riscos da não integração dos canais de venda

Já pensou em realizar uma série de vendas e não conseguir entregar seus pedidos por falta de estoque?

É esse tipo de risco que lojistas que optam pela não centralização dos seus canais de venda, correm.

ilustraca-estoque-marketplaces

O problema é que além de causar uma má impressão no cliente que já havia criado uma expectativa sobre o produto, no caso dos marketplaces o lojista recebe uma penalidade pela venda de produtos sem estoque.

Além de tornar muito mais demorado processos e ações que poderiam ser simplificadas ao optar pela automatização.

Como posso centralizar e integrar o meu negócio?

Para isso existe uma ferramenta chamada hub de integração, a Plugg.To por exemplo, oferece esse tipo de serviço, através de um painel simples e intuitivo é possível centralizar todos os seus canais de venda e realizar a gestão dos marketplaces em um só lugar!

Qual a conclusão disso tudo?

Todos os fatores citados acima são de extrema importância na preparação e execução de uma boa estratégia de venda, mas não se esqueça, para não ficar para trás é preciso uma análise interna e externa do seu negócio e segmento a ser explorado.

E se você tem interesse em conquistar um alto fluxo de vendas e manter a organização da sua operação, converse com um especialista Plugg.To e comece hoje mesmo a escalar o seu negócio.