O e-commerce tem motivos de sobra para comemorar com um belo jantar à luz de velas. Após um Dia Namorados fortemente impactado pela greve dos caminhoneiros em 2018, a data este ano faturou 2,2 bilhões de reais, um crescimento nominal de 24% em relação ao mesmo período do ano passado (28 de maio a 11 de junho), de acordo com pesquisa realizada pela Ebit | Nielsen, referência em informações sobre o comércio eletrônico brasileiro.

Embora o tíquete médio tenha sofrido uma variação negativa de 17%, com valor de R$ 384, o número de pedidos cresceu 50% em relação ao ano passado, com a impressionante marca de 5,7 milhões de pedidos.

Dentre as categorias campeãs de pedidos estão: Perfumaria & Cosméticos (19,9%), Moda & Acessórios (18,2%), Casa & Decoração (10,3%), Eletrodomésticos (9,4%), Informática (5,9%), Telefonia & Celulares (4,8%), Esporte & Lazer (4,1%), Alimentos & Bebidas (3,8%), Eletrônicos (3,2%) e Livros (3,1%).

O estudo da Ebit | Nielsen também mostra que, no início do mês de junho, as intenções de compra para o Dia dos Namorados estavam menor que no ano passado. Às vésperas da comemoração, no entanto, a porcentagem de compras com finalidade de presentear na data foi maior que em 2018.

Via JB