You are currently viewing Tudo sobre o Aliexpress [Guia Atualizado 2022]

A Aliexpress foi criada em 2010 e começou como um negócio de empresa para empresa (B2B), porém ela acabou se expandindo para o varejo digital, customer to consumer (C2C), serviços de pagamento e computação em nuvem.

Atualmente a Aliexpress está disponível 7 idiomas: inglês, espanhol, holandês, francês, polaco, português e russo. E caso o cliente em questão esteja fora dos limites desses países citados, ele é atendido de forma automática na versão em inglês.

Especializada na prática do Cross-Border, que é o e-commerce internacional, ou seja, a comercialização de produtos entre pessoas de países diferentes, a Aliexpress além de ter conseguido se expandir para fora do continente asiático, foi uma empresa criada para rivalizar principalmente com os gigantes eBay e Amazon.

 

Seus principais compradores internacionais são os Estados Unidos, Rússia, Brasil e Espanha, tanto que no ano de 2019 a Aliexpress abriu uma loja física na Europa e em solo brasileiro: o primeiro localizado em um shopping que fica no Município de Arroyomolinos, Madrid, Espanha, e o outro no shopping Mueller, em Curitiba. 

Mas quem é o responsável pela criação e sucesso do Aliexpress?

O Alibaba, maior conglomerado de empresas chinês, cujo criador Jack Ma é o maior investidor individual. O grupo com sede em Hangzhou já superou as duas superpotências norte-americanas, eBay e HP. Além da Aliexpress, também faz parte do conglomerado a Taobao, empresa de varejo para pessoas físicas.

Calcula-se que existem 250 milhões de compradores ativos apenas na China, hoje a empresa é responsável por 60% do volume de entregas no país. Além disso, principalmente na Rússia e no Brasil, onde ele figura entre os sites mais acessados. Segundo dados da InfoMoney o valor de mercado do marketplace é de US$ 460 bilhões.

No que diz respeito à presença e relevância no mercado global, a Alibaba é a terceira maior empresa chinesa, ficando atrás apenas da Lenovo e Huawei.

Como vender na Aliexpress?

Agora que você já conhece esse canal de venda e todo o peso que ele tem não apenas para o cenário nacional mas mundial também, confira o que é preciso e como faz para começar a vender nele.

Antes de qualquer coisa é necessário ter CNPJ, então caso você ainda não tenha, não perca a chance de registrar a sua empresa, pois no futuro isso vai abrir portas. Porém, nada de entrar em pânico, pois a Aliexpress aceita essas categorias:

  • Sociedade Limitada
  • Microempreendedor individual
  • Sociedade Anônima
  • Empresa individual
  • Filial de uma empresa estrangeira
  • Empresa Individual de Responsabilidade Limitada

Além disso, saiba que não é permitido enviar mercadoria diretamente de um estoque físico do Brasil, quer dizer que os lojistas brasileiros não podem repassar produtos de algum estoque localizado em outro país.

Agora que você já sabe o que pode e não pode, confira como fazer o passo a passo do cadastro na plataforma:

  • Ao acessar a página de cadastro do Aliexpress mude o idioma para portugues imediatamente
  • Depois que você selecionar o país, insira o e-mail, crie a senha concorde com o contrato de adesão
  • Contrato de adesão aceito, preencha com as informações de sempre como endereço, registro da empresa e o upload do CNPJ
  • Com todas as informações colocadas, agora está na mão do marketplace analisar tudo e aprovar ou reprovar.

Quais categorias você pode escolher?

Depois de ter sido aceita a inscrição neste marketplace, o lojista deve escolher em qual dos três tipos de negócio enquadrar na plataforma, confira quais são eles:

  • Loja Comum: 

Essa é para os lojistas comuns, ou seja, pessoas que resolveram começar a vender produtos pela internet, no caso na plataforma da Aliexpress.

  • Loja Oficial: 

Essa categoria é destinada para os vendedores que são donos de sua própria marca e vende seus produtos exclusivamente na Aliexpress

  • Loja de Franquia:

Como o nome já sugere ele é a opção que os lojistas que são franqueados de alguma marca devem escolher

Quanto custa para vender na Aliexpress?

Como vários outros marketplaces, esse trabalha com o sistema de comissão que varia de acordo com cada item:

Na casa dos 5%:

  • Eletrônicos de consumo
  • Eletrodomésticos Mobiliário
  • Celulares
  • Automóveis e motocicletas
  • Computadores e acessórios
  • Segurança e proteção

Na casa dos 8%:

  • Bebê
  • Ferramentas
  • Esportes
  • Moda
  • Casa e jardim
  • Jogos
  • Materiais escolares e de escritório
  • Acessórios de moda
  • Alimentos
  • Relógios
  • Beleza e Saúde
  • Roupas íntimas
  • Componentes eletrônicos
  • Suprimentos
Como ficou claro, se trata de um marketplace com uma taxa de comissão competitivas, que não chega nem aos 10%.

Vantagens de vender na Aliexpress

  • Visibilidade 

Por se tratar de um marketplace especializado no Cross-border, saiba que todos lojistas que abriram uma loja nesse canal estão aptos para vender seus produtos em todos países em que a empresa está presente. Atualmente isso corresponde a cerca de mais de 200 territórios globais. 

Segundo levantamento realizado pela empresa Statista, a Aliexpress recebeu por volta de 400 milhões visitas entre o período de setembro de 2021 e fevereiro de 2022.

  • Repasse 

 

Além da visibilidade que por si só já é um grande diferencial, a Aliexpress resolveu implementar uma política de repasse super ágil, no qual o pagamento é feito em até 7 dias após o pedido chegar no local determinado pelo cliente.

  • Rede logística 

Um canal dessa magnitude não iria deixar seus vendedores na mão quando o assunto é logística, pois além de todas entregas serem completamente rastreáveis, esse marketplace oferece opções de frete para compras realizadas em território nacional. 

Sem contar que o tempo de recebimento de um produto internacional pulou de 3 meses para 15 dias, isso graças a operação que conta com voo diretos da China para o Brasil.

  • Suporte

Teve alguma dúvida ou precisa resolver algo urgente? Sem problemas, pois a Aliexpress oferece assistência aberta 24 horas e disponível todos os dias da semana com consultores especializados.

Conclusão

Esse é mais um dos novos marketplaces que prometem estimular ainda mais as compras nesse estilo de negócio. Então que tal aproveitar o embalo e crescimento desse modelo para anunciar seus produtos em vários canais ao mesmo tempo?

Se você deseja aumentar seus canais de vendas, essa ferramenta pode interessar você!

Quer conhecer esse sistema único e que possui integração com mais de 70 marketplaces? Então recomendamos que você confira um vídeo super rápido e dinâmica respondendo algumas possíveis dúvidas que você deve ter em torno do custo-benefício desse software: