You are currently viewing Como utilizar o Google Shopping no seu e-commerce

Qualquer pessoa que buscar no Google o nome de um produto, inevitavelmente vai se deparar com as inúmeras ofertas oferecidas pelo Google Shopping. Esta opção está ativa no buscador desde 2011 e já foi responsável por incontáveis transações comerciais desde então.

Isto acontece por conta das bilhões de pesquisas feitas todos os dias. Ao procurar no Google, o sistema retorna resultados na guia Shopping, contendo uma imagem do produto, preços e o link direto para o e-commerce que o vende.

Para os lojistas físicos e virtuais, esta ferramenta serve como uma incrível vitrine, capaz de atrair a atenção de muitas pessoas com relativamente pouco investimento. É verdade que muitos empreendedores já usam o recurso há bastante tempo, mas ainda há aqueles que não conhecem totalmente o poder das vendas pela internet.

animacao-google-shopping-min

Se você se enquadra neste último perfil, então continue a leitura deste post e fique por dentro do funcionamento e das vantagens de usar o Google Shopping junto com seu e-commerce.

Como funciona

Antes de apostar no Google para alavancar vendas, primeiro é bom conhecer o funcionamento dele. Vá ao buscador e digite o nome de algum produto, como “celular”. Como resultado, aparecerão alguns anúncios e o link relacionados com a imagem.

Mas um pouco acima, clicando em Shopping, você verá uma página com uma quantidade bem maior de produtos e com variedade de lojas. Eles são exibidos de acordo com as palavras-chave que o cliente digitar na busca.

captura-de-tela-google-shopping-celular

Entretanto, é preciso dizer que o comerciante que deseja figurar nestas posições precisa investir. O motor de busca dispõe de planos mensais de pagamento. Mas antes é preciso criar uma conta no Google Merchant Center. Veja a partir de agora como usar o recurso Shopping para alavancar as vendas do seu e-commerce.

Como usar

Como dito, é preciso primeiro criar uma conta no Google Merchant Center. Ali você fornece os detalhes do seu empreendimento. O próximo passo é carregar sua lista de produtos. O conteúdo desta lista é o que será exibido como resultado das pesquisas.

Por isso, este material precisa ser bem elaborado e com qualidade. Existem duas maneiras de enviar os dados ao Google: o direto e o upload do feed de produtos.

ilustracao-google-merchant-center

O método direto é indicado quando você vende apenas um produto ou poucos. Assim, por meio da sua conta, é possível inserir manualmente as informações. Já o feed de produtos é melhor quando oferecer muitos produtos diferentes.

Um feed é uma lista que pode ser preenchida no Excel ou no Google Planilhas, em arquivo de extensão .csv. Se preferir, pode usar o Bloco de Notas, salvando a relação no formato .txt. O importante é que contenha todas as características dos produtos. Você pode conferir um exemplo neste link.

O feed vai passar por análise e aprovação do Google. Não se esqueça que é a partir destes dados que os itens serão encontrados. Os atributos obrigatórios são:

Além das informações básicas, você ainda pode acrescentar outras que julgar importantes e, dessa maneira, a chance de ser encontrado no Google fica ainda maior. Com o feed criado, é preciso fazer o upload para o Merchant.

Na opção Produtos, aparece o quadro Fazer Upload de Vários Produtos. Dentre as opções, use Fazer Upload. Dê um nome à lista e em seguida clique em Criar Feed. Se você já tem a sua loja virtual criada, pode contar com a opção Busca Programada.

Este recurso busca atualizações sobre os seus produtos. Definindo um horário, o Google fará a busca no seu site por novas informações e as adiciona à sua linha de produtos. Com isso, sua campanha de vendas ganhará qualidade e tráfego.

Na primeira vez que enviar uma relação de produtos e seus detalhes, o Google levará até 2 dias úteis para aprová-lo. Depois deste prazo, você saberá se o conteúdo pode ou não ser publicado. Em caso de reprovação, faça as alterações necessárias e tente de novo.

Depois da aprovação, é preciso elaborar uma campanha de vendas. É nesta hora que você vai usar suas estratégias. Crie uma conta no Google Ads. Este é o serviço principal de publicidade do Google. Novamente, é bom lembrar que se trata de um investimento financeiro que o lojista faz.

Quando começar a configurar seu planejamento de vendas, use a opção Nova Campanha. Um passo-a-passo começará pedindo as informações básicas:

Ao fim das etapas, o sistema exibirá um resumo da campanha junto com uma visualização pré-publicação. Se tudo estiver OK, você será encaminhado às opções de pagamento. Depois, seus anúncios serão publicados.

O Google tem uma série de políticas que visam determinar quais anúncios aparecem nas primeiras posições e quais não. A fim de que seus produtos apareçam no topo ou logo em seguida, é importante seguir algumas dicas:

  1. Pratique preços competitivos: fazendo isso, os usuários se sentirão tentados a acessar o seu e-commerce para comparar preços. Faz parte das normas do Google privilegiar os anunciantes mais visitados com as melhores posições.
  2. Detalhes: descreva o objeto da sua venda de forma completa, para que os visitantes saibam exatamente o que estão comprando.
  3. Atualizações: mantenha seu feed sempre atual, para que sejam relevantes para o consumidor. Com isso, é provável que o tráfego do seu site aumente.
  4. Imagens: Use apenas imagens de alta qualidade, com boa resolução e iluminação. A chance de cativar o consumidor pelas fotos é grande. Assim, dê bastante atenção a esse quesito.

Vantagens de usar o Google Shopping

Quem faz uso do recurso pode contar com ferramentas nativas como a de acompanhamento das métricas, que são indicadores de desempenho do negócio, compostas por informações como número de visitantes, o perfil deles, tempo de duração da visita, dentre outros. Estes dados são úteis na hora de elaborar estratégias acertadas.

Outros benefícios são o aumento do tráfego para seu e-commerce e a identificação do comportamento de consumo do seu público, o que sem dúvida vai impulsionar seu negócio.

O Google Shopping tornará a sua atividade comercial mais ampla. A competitividade do mercado atual exige atualização e ampla divulgação. Assim, é imperativo que o lojista exponha seus produtos. Caso contrário, a concorrência ganha espaço. Se o objetivo é expandir, faça questão de aparecer no Google. Aproveite as vantagens de estar presente no maior motor de buscas da internet.

Conteúdo criado por Equipe Mageshop (www.mageshop.com.br)

Facebook
Twitter
LinkedIn