Marketplaces e Loja Virtual: entenda a diferença entre eles

O mercado virtual é um dos setores econômicos do Brasil que apresenta um crescimento surpreendente. Com um público mais confiante em realizar compras online, as vendas pela internet vêm crescendo rapidamente. E os principais locais que disponibilizam o serviço de compra online são os Marketplace e as Lojas Virtuais.

É possível que muitas pessoas possam confundir as duas modalidades, e não saber as diferenças entre os dois. E por isso iremos apontar as principais diferenças entre uma Loja Virtual e um Marketplace.

loja-virtual
  • Loja Virtual:  A Loja Virtual é um comércio eletrônico (e-commerce) próprio, ou seja de apenas uma única empresa que disponibiliza seus produtos para serem vendidos, seja ela fabricante ou que trabalha com revenda. Há desde grandes portais de vendas que são lojas virtuais como a Amazon, que comercializa suas próprias ofertas, até pequenos lojistas que encontram na internet um espaço para vender seus produtos, ambos são exemplos de e-commerce.
Portanto quando é feito um compra na Loja Virtual, a negociação é realizada de forma direta entre o lojista e o consumidor final.
marketplace
  • Marketplace: Já o Marketplace, é o termo que tem origem da junção de duas palavras em inglês: “Market” (mercado) e “place” (local). Aplicando uma tradução de formal literal, representa o local onde as pessoas vendem, compram e trocam produtos. Porém esse termo passou a ser usado para caracterizar um novo formato de vendas, efetuado dentro de sites de grandes redes varejistas. O Marketplace funciona como um “shopping center online”, onde outros lojistas utilizam  desses sites para anunciar suas ofertas, e permitindo que o consumidor encontre diversos produtos de diferentes lojas em um só lugar.

 

Colocado em evidência as diferenças entre as duas modalidades, podemos então definir o Marketplace como plataformas de venda dos varejistas, onde disponibiliza seu sistema para que diferentes lojistas anunciem seus produtos. E já a Loja Virtual trata-se de um espaço onde somente uma empresa/lojista irá divulgar seus produtos à venda, obtendo um contato direto com o consumidor.

planejamento-vendas-marketplaces-lojas-virtuais

Para quem está iniciando suas vendas no ambiente online é necessário planejamento e investimento para utilizar qualquer das duas modalidades, seja o  marketplace ou a loja virtual, há aqueles que possuem o interesse em utilizar as duas, e por isso demanda ainda mais organização e estratégia de negócio.

Iniciar por meio da Loja Virtual demanda um expressivo investimento inicial, pois necessita de uma infraestrutura para a loja online, começando pela escolha de uma plataforma que atenda todas as necessidades de uma empresa, que atenda as demandas que irão surgir e seja intuitiva ao cliente que irá utilizá-la na hora da compra. É muito importante se planejar com estratégia de divulgação, Getways de pagamento, sistema de segurança e antifraude, e ao atendimento ao cliente.

Já por meio do marketplace o investimento inicial é menor, pois utilizará da plataforma para anunciar os produtos, focando apenas na operação comercial e de logística, sem a necessidade de se preocupar com questões técnicas e desenvolvimento de sistemas próprios.

É importante ressaltar alguns pontos importantes que contém em ambos os métodos, com a forma de pagamento. Em uma loja virtual, caso deseje oferecer diversas formas de pagamentos aos clientes, será necessário negociar com vários fornecedores para encontrar uma maneira que seja adequada ao seu negócio, levando em consideração os custos de mensalidades e comissões que estão inclusos no serviço.  Esse ponto no marketplace, o lojista poderá utilizar as formas de pagamentos que o canal oferece, sem a necessidade de pagar um adicional por esse serviço, e facilitando o processo de compra do cliente.

Outro ponto de muita importância que deve-se atentar é sobre a segurança das informações. Garantir a segurança dos dados pessoais é um direito prescrito pela LGPD- Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais
(Lei Nº 13.709).
Essa segurança deve ser fornecida a qualquer transação online e preenchimento de dados, e a responsabilidade do lojista de garantir a proteção das informações. E diante disso é preciso de um sistema antifraude, para evitar qualquer risco que possa ser gerado e proteger os dados pessoais dos clientes.

Aqueles que forem trabalhar somente com a loja virtual o quesito de segurança deverá ser cargo do lojista, já quem utilizará do marketplace a empresa desse canal se responsabilizará por esse ponto.

É válido pontuar que é possível atuar nos dois métodos ao mesmo tempo, Loja Virtual e Marketplace, podendo vender em sua loja virtual e também divulgar seus produtos nos marketplaces que possui interesse. Sempre tendo em vista o objetivo que almeja com seu negócio, conciliando o planejamento financeiro, estratégias de marketing, segurança e transparência com o consumidor. Dessa forma terá retornos positivos em seu e-commerce!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn