You are currently viewing O que empreendedores devem saber sobre: Cringe e Consumo

Se você acessou as redes sociais nos últimos dias, com certeza se deparou com a quantidade de vezes em que a palavra cringe foi citada.

Esse termo, muito utilizado pelos jovens, vem ganhando força, e como empreendedores sempre em busca da visibilidade e insights de vendas, vem o questionamento: O que é cringe, e o que podemos tirar disso?

Até o final deste artigo você vai entender a relação entre Cringe e Consumo.

O que é cringe?

Cringe é um termo norte americano que significa em tradução livre “vergonhoso”.

Os criadores dessa nova maneira de dizer que algo é brega ou ultrapassado, foram os jovens da geração Z, pessoas nascidas entre 1995 e 2010.

Então, quem são os cringes?

O alvo dos memes e brincadeiras foram os Millennials, pessoas nascidas entre 1980 e 1994, que já possuem hábitos e costumes considerados ultrapassados para os dias atuais.

Entretanto, no meio de todas as brincadeiras e buzz gerados pelo conhecimento popular do termo Cringe, pessoas que trabalham com a internet vem buscando maneiras de se aproveitar do termo que parou a rede mundial de computadores.

O que é cringe?

O debate foi levantado no Twitter, onde uma influenciadora perguntou às pessoas que a acompanhava, o que era considerado como cringe, sua base de seguidores logo se manifestou e entre os bens de consumos considerados como ultrapassados estavam:

  • Calça Skinny;
  • Sapatilha;
  • Gostar de Disney, Harry Potter e Friends;

Entre outros hábitos como beber cerveja ou gostar de café: Isso quer dizer que cafeterias e bares serão menos frequentados?

COM CERTEZA NÃO!

O embate entre as gerações é algo comum, porém antes de correr e abastecer sua loja com coisas consideradas não cringe ou querer surfar na onda do meme com vários produtos que ultrapassam os altos níveis de de cringe, é bom entender a fundo como a geração Z e Y se comportam.

Como é o consumo dos não Cringe, geração Z: 

Mais conhecidos como nativos digitais, pessoas da geração Z cresceram em um mundo onde a internet e aparelhos tecnológicos já eram artigos domésticos, o que possibilitou que o acesso a internet fosse facilitado.

Entretanto essa característica dos genZ não é muito aplicável no Brasil, já que por conta dos atrasos para a tecnologia chegar ao país, pessoas com 15 anos em 1999 não tinha um acesso tão fácil a internet, entre outras tecnologias como banda larga e internet 3g e 4G no país.

Quais são os impactos das gerações no consumo

Além de nortear os itens e catálogos de produtos que são expostos nas prateleiras. As gerações trazem consigo os hábitos de consumo, e é nisso que o empreendedor deve se apegar.

Saber diferenciar modismo de tendências pode prevenir prejuízos para o seu negócio, ter um filtro do que é passageiro e o que é mutável é o equilíbrio perfeito, para acompanhar as gerações e não perder sua identidade.

Modismo ou tendência

ilustracao-modismo-tendencia

Tanto em prática quanto em significado essa duas palavras podem causar confusão na cabeça do empreendedor, porém é bom entender de vez que:

  • Tendências: Tem como objetivo a resolução de um problema, com o tempo ela evolui e assim vai acompanhando as mudanças entre gerações.
  • Modismo: Atrai rapidamente o interesse de todos, muitas vezes é produzida e comercializada em larga escala e em pouco tempo já vai para a prateleira de desuso, sem evoluir ou se aplicar nas mudanças entre gerações.

Características da Geração Z

A acessibilidade e facilidade quando o assunto é tecnologia, principalmente a internet, smartphones e tablets, tornou as pessoas da geração Z muito mais flexíveis e questionadoras.

O consumo é baseado em ética, e é possível ver esse movimento a um tempo entre as marcas, a necessidade de se posicionar faz a diferença na cabeça do consumidor da geração Z.

Mas é a geração Y que ocupa a maior parte dos cargos de trabalho, e possuem poder de compra.

Características da Geração Y

Se os nativos digitais nasceram com uma antena de wi-fi do ladinho do berço, os Millennials cresceram enquanto o sinal da tecnologia ia cada vez mais longe.

Questionadores e presentes no mercado de trabalho, pessoas da geração Y querem fazer a diferença, em boa parte dos casos dominam a tecnologia e o seu consumo, bem como estilo de trabalho é focado no bem estar do ser humano, sem toda aquela correria em que os geração X e Baby Boomers enfrentaram.

Geração Z e Milleniuns se misturam

Acredita-se que no Brasil existe um atraso de 10 anos para cada fase de transição entre uma geração e outra. Por conta disso Milleniuns e GenZ se misturam.

Vou queimar todas as minhas calças skinnys e aboliar as sapatilhas?

Não faça isso, você vai poluir o meio ambiente com CO2, o que as duas gerações compartilham entre si é a necessidade de visibilidade, de assistir em propagandas e ver na vida real as bandeiras que marcas e empresas levantam.

Já quando o assunto é negócios, o foco é em uma relação mais transparente e humanizada, bem como facilidade e possibilidade de a qualquer hora e em qualquer momento você ter acesso ao que deseja.

Já deixou de ser um diferencial e a cada dia mais passa a ser obrigação das empresas.

3 sinais que seu negócio é Cringe

1) Não ser acessível ao seu cliente

atendimento-cliente

Cada dia mais os consumidores estão mais próximos e exigentes sobre o atendimento que desejam receber dos canais de venda.

A Magazine Luiza é um exemplo quando se fala sobre atendimento e contato com o cliente, tanto que a Magalu virou uma influenciadora, conectando ainda mais as pessoas com a marca.

2) Ter políticas de trocas e devoluções escritas em grego

troca-devolucao

Simplificar a vida do seu cliente é simplificar o caminho de volta, tornando simples e dinâmico algumas situações que sabemos que não são tão agradáveis, como no caso de trocas e devoluções.

Evite sumir ou demorar para responder quando o assunto for uma venda que não deu certo, isso dá a impressão de que você está fugindo quando precisam de você

3) Logística mal planejada

ilustracao-logistica

Com a internet cada vez mais mais atrelada às ações do dia a dia, tudo que é realizado online precisa acompanhar os eventos offline.

A logística é uma das partes mais importantes quando o assunto é manter as expectativas do cliente em alta, e fazer da sua loja presente mais vezes durante uma recompra.

CONCLUSÃO

O que ser cringe ensina aos empreendedores é que além das vendas, o trato e qualidade nos serviços oferecidos são essenciais para realmente acompanhar as mudanças entre gerações.

E fica um alerta para empreendedores que ainda não resistentes sobre a entrada do seu negócio na internet: está mais que na hora!

Para estar na palma da mão dos seus consumidores hoje e no futuro o seu negócio precisa estar na tela de um celular.

Quer aprender como empreendedores saíram do zero até o topo vendendo em marketplaces? Clique no botão abaixo e baixe um e-book grátis!