You are currently viewing Quando devo escolher o certificado A1 ou A3 para emitir nota fiscal?

O certificado digital é um dos documentos mais importantes para os lojistas que desejam vender online.

Ele serve para legalizar as assinaturas das empresas sem precisar usar meios físicos para isso, comprovando que as transações realizadas foram feitas pelo titular do CNPJ.

ilustracao-nota-fiscal-eletronica

Além disso, o certificado digital também é usado para autenticar o domínio de um site, entre outras coisas como, por exemplo, a emissão da nota fiscal eletrônica.

Os tipos de certificados digitais mais utilizados:

Certificado A1

Esse modelo é instalado direto no computador do lojista, sendo salvo no próprio navegador de internet. Sua validade é de um ano, e para utilizá-lo é preciso instalá-lo na própria máquina.

Certificado A3

A segurança é de nível 3 e seu armazenamento é feito em mídia criptográfica, sendo armazenado em um token ou cartão, não permitindo serem feitas cópias do documento. Sua validade é de três a cinco anos e você pode usar em qualquer dispositivo.

Legal, mas quando devo usar cada certificado?

Você pode emitir a nota fiscal por ambos, a diferença é que o A3 além de possuir uma validade maior, você pode levá-lo para qualquer lugar, enquanto o A1 terá que dispor de mais tempo para uma nova instalação.

Então tudo dependerá de como é sua forma de trabalhar. Por exemplo:

Se você está de home office, mas às vezes necessita ir para o escritório, o mais indicado seria o certificado A3.

Ao escolher o certificado que utilizará, será preciso saber qual será o modelo de assinatura, que são os seguintes:

Para cada campo de atuação existe uma escolha, mas alguns modelos de certificados também possuem outras utilidades, como é o caso do e-CNPJ que é utilizado para a emissão de nota fiscal.

E quais são os riscos da não emissão da nota fiscal?

Todos os riscos corridos por não emitir nota fiscal estão relacionados principalmente a problemas com o governo.

ilustracao-perigos-da-nao-emissao-da-nota-fiscal

Mas quais são eles?

O uso do certificado digital para emitir nota fiscal é obrigatório por lei, então jamais deixe de utilizá-lo!

Como realizar a emissão de Nota Fiscal?

A emissão de notas fiscais pode ser feita de forma manual, porém o processo é extremamente manual e moroso, principalmente com o crescimento do seu negócio e um alto fluxo de vendas.

Além dos processos repetitivos, realizar a emissão de notas fiscais manualmente pode acarretar em erros de cálculo de impostos e taxas a serem pagas, podendo gerar prejuízos para o seu negócio.

Então, qual é a melhor maneira de emitir uma nota fiscal?

Utilizar um faturador de nota fiscal pode otimizar e trazer mais segurança para a sua operação, uma vez que cálculos de impostos e taxas são calculados automaticamente, além de automatizar a sua operação.

Para quem vende em marketplaces, a Plugg.To oferece uma solução que além de centralizar a operação no modelo hub de integração, tem incluso em sua ferramenta um emissor de nota fiscal. Trazendo fluidez para as vendas online.

Mas o que é um HUB de integração?

É um sistema que integra marketplaces e os centraliza em um só painel, unificando todos anúncios e compras realizadas por essas plataformas.

Entretanto a Plugg.To é o único hub de integração com faturador incluso!

E como a Plugg.to realiza a emissão de nota fiscal?

Como o faturador já possui os dados do cliente e do seller, a nota fiscal é emitida de forma automática.

Isso torna muito mais prático o envio dos produtos, pois as notas fiscais são emitidas em segundos, além de ser uma forma muito segura de fazê-lo.

O Hub de integração da Plugg.to também é a solução para quem quer otimizar seu tempo e melhorar a gestão de vendas nos marketplaces.

Gostou das vantagens e quer saber mais? Clique no botão abaixo para conversar com os consultores especialistas.