You are currently viewing Dicas de como aumentar as vendas nos marketplaces

Considerado o queridinho dos compradores, os marketplaces caíram nas graças dos brasileiros, cresceram muito durante a pandemia e se mantiveram no topo mesmo após a reabertura do comércio físico.

Famosos por oferecerem uma experiência de compra completa, esses canais de venda se destacam pelos consumidores ao disponibilizar várias alternativas de compra do mesmo produto, preços competitivos e opções de entrega cada vez mais rápidas.

ilustracao-entregas-rapidas

Para os lojistas que quiserem aproveitar a fama e reputação dos marketplaces, neste artigo vamos dar algumas dicas de práticas que podem te ajudar a melhorar seu negócio e, consequentemente, suas vendas dentro desses canais.

Relembrando, o que são marketplaces?

Os marketplaces funcionam como um shopping virtual. É uma plataforma online disponibilizada por empresas de varejo que possibilitam que vendedores de todos os lugares anunciem seus produtos.

Em uma analogia simples, é como colocar sua mercadoria na vitrine à mostra de uma loja movimentada de um shopping que recebe uma grande circulação de pessoas diariamente.

ilustracao-lojas-virtuais-marketplaces

Algumas empresas que seguem esse modelo de negócio são, por exemplo, Mercado Livre, Amazon, Americanas e Magazine Luiza.

Lembrando que essas plataformas vem ganhando cada vez mais popularidade e crescendo dentro do cenário do comércio eletrônico por serem mais viáveis do que a criação de e-commerce próprias.

Com o investimento inicial baixo, já que a maioria dos marketplaces cobram apenas um comissionamento por venda realizada, os lojistas aproveitam o tráfego e a visibilidade que os canais de vendas oferecem para anunciar seus produtos.

4 dicas valiosas de como ampliar as suas vendas

1 - Aprimore seus anúncios

A parte do cadastramento de produtos merece sempre uma atenção especial, contendo a presença de bons títulos, que não contenham palavras de gatilhos. Além de respeitar o limite de caracteres e procurando seguir o padrão de Nome do produto + Marca + Modelo + Característica

Além disso, é sempre importante caprichar nas descrições e ficha técnica, recheando elas de informações detalhadas em um texto escaneável.

A presença de boas e nítidas fotos também é de suma importância por chamar a atenção dos clientes.

Caso você queira saber algumas dicas extras sobre como escolher a melhor imagem e tirar uma fotografia de qualidade de modo caseiro, veja o vídeo abaixo

2 - Aposte em marketplaces de nicho

É muito comum que a maioria dos lojistas quando entram no mundo dos marketplaces acabem indo de cara nos canais de vendas maiores, que trabalham com catálogo aberto de produtos.

Entretanto, existe uma forma mais assertiva de alcançar os consumidores alvos, que é aderindo aos marketplaces de nicho.

Esses canais são especializados em vender mercadorias que pertencem a apenas um segmento específico, como moda, artigos esportivos, casa e decoração, eletrônicos, livros, pets entre outros.

Inclusive, várias empresas gigantes do varejo atuam nesse perfil, como por exemplo:

  • Centauro
  • Netshoes
  • Dafiti
  • C&A
  • Leroy Merlin
  • Rihappy

E entre suas principais vantagens estão:

Apesar de poder soar inicialmente como algo limitador para o seu negócio, na prática se mostra exatamente o oposto disso. Com o crescimento do varejo digital, os marketplaces nichados também se comportam muito bem e estão cheio de possibilidades de ampliar consideravelmente suas vendas.

3 - Bom atendimento

Isso é básico em qualquer tipo de comércio, seja ele físico ou virtual. Porém, no varejo digital esse processo começa um pouco antes e vai até depois da venda ser efetuada.

A partir do anúncio, onde você precisa colocar as informações sobre o item pensando em quais possíveis perguntas e dúvidas o comprador terá, e depois, após o pagamento ser realizado e o produto sair para entrega, é o famoso pós-venda.

É nele onde você conquista o respeito e, quem sabe, a fidelização do cliente. Realizando um atendimento ágil, humanizado e, acima de tudo, atencioso.

ilustracao-atendimento-ao-cliente

Além disso, é importante lembrar que evitar reclamações ou avaliações negativas sobre o seu negócio é de extrema importância, pois isso acarreta a perda de reputação dentro do marketplace e futuramente pode trazer prejuízos financeiros.

4 - Use um hub de integração

Sim, essa ferramenta tem como principal objetivo auxiliar o lojista e ter um controle operacional maior do seu negócio.

Mas como ele faz isso?

Muito simples, ele integra todos os marketplaces pelo qual você anuncia, sincronizando o seu estoque entre os canais. Assim, além de disponibilizar em único painel todas as informações sobre envios, catalogação de produtos, logística entre outros, ele automatiza processos que antes eram realizados manualmente, como por exemplo a atualização do estoque.

O grande benefício a curto prazo de ter um hub de integração, é a possibilidade de vender em mais marketplaces sem se preocupar com tarefas básicas mas extremamente importantes, como os furos de estoque.

Conclusão

Você sabia que o hub de integração é considerado o maior parceiro dos e-commerces que anunciam seus produtos nos marketplaces?

Como citamos acima, ele é uma ferramenta indispensável para todo lojista que tem o desejo de melhorar sua performance de vendas dentro desses canais, seja automatizando processos manuais ou promovendo um maior controle operacional do seu negócio.

Para sua sorte, o hub de integração Plugg.to, possui conexão com mais de 70 marketplaces e funcionalidades exclusivas.

Quer saber mais e de forma aprofundada como funciona um hub? Acesse nosso canal no Youtube e acompanhe os vídeos informativos sobre o universo dos marketplaces.

Agora que você já sabe os principais fundamentos dessa ferramenta, o futuro do seu negócio só depende do seu passo adiante. Acesse nosso site e ou fale com um dos nossos consultores!