You are currently viewing Descubra como integrar vários marketplaces e vender de forma centralizada!

Com o crescimento acelerado do e-commerce desde de 2019, a cada ano que passa mais lojistas físicos e empreendedores virtuais resolvem se aventurar e adentrar no mundo do varejo digital por uma porta bem específica, os marketplaces.

Mas por que os marketplaces?

Além de terem sido os responsáveis por 78% de todo o faturamento do e-commerce em 2020, esses canais de venda que funcionam como vitrine virtuais representam a forma mais acessível financeiramente e operacionalmente de começar a anunciar produtos pela internet. 

Muito diferente em relação a utilizar as redes sociais com ferramentas próprias para venda ou criar um e-commerce do zero, nos marketplaces você tem todo o auxílio e acompanhamento necessário para escalar o seu negócio. 

Esses sites são plataformas que pertencem e estão vinculados a grandes players, portanto logo de cara o lojista tem ao seu dispor uma estrutura digital sólida e já consolidada, sem contar com o fluxo altíssimo de pessoas diário.

  • Autoridade de uma grande empresa
  • Sem necessidade de alto investimento em marketing
  • Ecossistema digital já pronto
  • Maior alcance de público
  • Inscrição prática e rápida
  • E muito mais!

Mas o que os marketplaces recebem em troca?

Com tantos benefícios disponibilizados, é claro que não sai tudo de graça, mas o método de cobrança utilizado pelos marketplaces é o que encaixa o modelo como custo-benefício em relação a outros.

O padrão de 90% dos canais é só cobrar de quem vende, ou seja, existe uma comissão cujo valor varia de acordo com cada site e o vendedor só paga se o seu produto for de fato vendido no site. 

Assim, ocorre o chamado repasse já com o desconto do comissionamento cobrado pelo marketplace. Alguns fixam a porcentagem e em outros casos cada categoria tem sua própria. 

Logo, por ser extremamente viável no ponto de vista financeiro e oferecer auxílio e uma certa facilitação que não é encontrada nos outros meios, os lojistas começaram a praticar a escalada do próprio negócio em vários marketplaces ao mesmo tempo.

Porém, antes de explicarmos melhor essa prática achamos que é interessante você saber quais são os principais canais no cenário brasileiro

Os marketplaces mais usados

Agora que você já entendeu melhor porque esses canais se tornaram o epicentro do e-commerce, está na hora de saber quais são os mais visados segundo relatório da Conversion de agosto:

Como integrar vários marketplaces

De acordo com uma pesquisa realizada em parceria entre o E-Commerce Brasil e a Venda.a em 2020, 50% dos lojistas que já vendem em marketplaces anunciam seus produtos em mais de um canal. 

Quanto mais lugares o seu produto estiver anunciando a chance dele ser vendido é maior e, consequentemente, suas vendas e faturamento vão crescer. Porém para conseguir alcançar do modo correto e sem problemas é preciso de uma ferramenta específica, o hub de integração. 

Esse software vai ser o grande responsável por viabilizar a entrada do seu negócio em quantos marketplaces quiser, anunciando os produtos do seu estoque simultaneamente e sendo o responsável também por manter tudo organizado e centralizado.

O que é um hub de integração?

De modo bem geral, a função do hub de integração é centralizar e automatizar a operação do seu e-commerce, permitindo que você se conecte a diferentes canais de venda sem que todos os dados e informações fiquem separados. 

O hub como da Plugg.To, por exemplo, integra seus estoques, produtos e vendas entre os maiores marketplaces e sua plataforma de e-commerce, são mais de 70 opções disponibilizadas para os clientes e eles não pagam nem um centavo a mais por integração. 

Sem contar as funcionalidades que são implementadas semanalmente sempre pensando em melhorar e otimizar a operação dos lojistas. Caso você queira saber sobre as principais novidades que foram adicionadas esse ano ai painel da Plugg.To, acesse ao conteúdo localizado logo abaixo:

De IA a emissão de DANFE e NFE: Conheça as novas funcionalidades do hub de integração Plugg.To. 

Uma vez que todo o seu negócio foi incorporado ao integrador, você consegue não apenas colocar o seus produtos em marketplaces de todos os tipos como também consegue ter várias contas em um único canal. 

Inclusive, o e-commerce mais acessado de toda a américa latina, o Mercado Livre, permite essa prática de utilizar vários CNPJs em um único canal. Dê uma olhada no vídeo abaixo para entender melhor essa prática:

Como escolher o primeiro hub de integração de marketplaces

Agora que você já sabe qual a ferramenta que vai te permitir integrar com vários marketplaces, aposto que deve estar se perguntando: qual hub escolher?

Essa não é uma resposta tão simples, no entanto gostaríamos de te ajudar a escolher de forma mais assertiva possível, então criamos o guia sobre como escolher o primeiro hub de integração.

Nele, nós listamos uma série de fatores que você deve se atentar no momento em que estiver analisando as opções disponíveis no mercado. Afinal de contas, você precisa ter uma ferramenta que te ajude a crescer e não limite o seu próprio negócio.