You are currently viewing Qual a diferença entre Facebook Marketplaces e outros marketplaces?

No final dos anos 90 surgiram três empresas que mudaram a forma como o comércio eletrônico era realizado no mundo, o eBay, Aliexpress, Amazon e Mercado Livre, sendo o último localizado na América Latina. 

Isso se deve pelo simples fato deles serem os precursores do estilo de e-commerce chamado de marketplace, que nos últimos anos chegou a representar quase 80% de toda a movimentação do setor apenas no Brasil. 

Logo, uma série de outras empresas começaram a abrir suas plataformas, porém entre elas não estavam apenas grandes players do setor varejista, mas também redes sociais e outras companhias ligadas a serviços digitais. 

Portanto, no artigo de hoje vamos te apresentar de uma vez por todas o Marketplace do Facebook, desde de seu funcionamento até suas principais especificidades que o faz ser diferente de outros.

O que é o Facebook Marketplace?

Ele é a plataforma de venda que pode ser utilizada pelos usuários das redes, um espaço virtual onde é possível pesquisar, comprar e vender produtos anunciados por outras pessoas. 

Igualmente a canais já citados anteriormente, como Mercado Livre e Amazon, se trata de uma vitrine online onde é possível criar anúncios a partir do seu perfil pessoal ou de páginas que você administra, como a do seu próprio negócio, por exemplo. 

Além disso, com o intuito de otimizar ainda mais a procura pelos itens, o Facebook permite a criação de Grupos de compra e venda, que são comunidades utilizadas com o único objetivo de venda. Eles podem ser achados tanto localidade quanto segmento.

Exemplo: o grupo revista Fullpower é público e possui mais de 285 mil pessoas seguindo. Sua especialização é na categoria de automóveis e autopeças, logo só é permitido compra, venda e troca de itens pertencentes a esse nicho.

O que pode ser vendido no Facebook?

Trata-se de uma plataforma com um catálogo de produtos bem amplo, que permite até a locação e venda de imoveis e veiculos. 

  • Artigos domésticos
  • Artigos esportivos
  • Produtos Pets
  • Itens de escritório
  • Brinquedos e jogos
  • Eletrônicos
  • Instrumentos musicais
  • Jardim e ambientes externos
  • Vestuário

O que não pode ser vendido no Facebook Marketplace?

  • Serviços
  • Animais
  • Jogos de azar
  • Suplementos como vitaminas e barras proteicas
  • Remédios
  • Bebidas alcoólicas
  • Eletrônicos que viabilizem o acesso a conteúdo digital não autorizado
  • Produtos roubados ou falsificados
  • Armas, munições e explosivos
  • Produtos adultos
  • Tabaco
  • Materiais inflamáveis

Como acessar e vender no Facebook Marketplace

Curtiu a ideia desse canal e quer saber como acessá-lo? Então veja como você encontrar esse canal e começar a vender:

1) Para acessar o Marketplace do Facebook no Feed você deve clicar no seguinte item Facebook marketplace

PS: no aplicativo para Android, esse ícone está localizado na parte superior do menu, e no IOS, ele está na parte de baixo da. No Desktop e PC esse ícone pode ser encontrado tanto à esquerda quanto na parte superior no centro.

2) Em seguido clique em Facebook marketplace  Criar novo classificado e você pode escolher entre três tipos de classificados:

  • Item para venda 
  • Veículo para venda 
  • Imóvel residencial para venda ou locação

3) Após você escolher a opção de Item para venda você vai para Adicionar fotos, onde será necessário carregar uma foto do item usando o computador.

4) Depois vem a parte de criação do anúncio, ou seja, colocar as informações sobre o produto, como por exemplo:

  • Título
  • Preço
  • Categoria
  • Descrição
  • Disponibilidade do item
  • Etiqueta de produto
  • SKU
  • Localização
Ainda nessa parte é possível você ocultar o seu classificado para seus amigos no Facebook e para outras pessoas ele ficará visível.

5) Se todas as informações necessárias estiverem lá, o Avançar não estará mais acinzentado e pode ser clicado.

6) Tudo certo? Então basta clicar em Publicar e pronto! seu item já está no marketplace do Facebook

Qual a diferença entre Facebook Marketplaces e outros marketplaces?

Podemos apontar logo de cara duas diferenças evidentes entre o canal de venda do Facebook e dos demais presentes no mercado:

1) É muito comum que os marketplaces requisitem comissões em cima de cada venda realizada através de suas plataformas, alguns inclusive chegam a cobrar uma mensalidade do lojista. Porém, no Facebook não há custo para cadastro e venda.

2) Por não ser exatamente uma plataforma dedicada a vendas, não existe um sistema próprio de pagamento pelo produto e envio do mesmo, ou seja, tudo é feito através de um contato pela ferramenta de chat própria do Facebook, o Messenger. 

Entretanto, esses contatos ficam centralizados em um painel da sua loja, logo é necessário cuidar de todas as vendas manualmente, uma por uma.

Saiba mais em: Tipos de e-commerce que existe

4 Dicas de como vender mais no Facebook Marketplace

1) Anúncios Publicitários

Apesar de possuir mais de 116 milhões de contas ativas apenas no Brasil, o Marketplace do Facebook ainda é uma plataforma limitada de um modo geral e que não coloca sua marca em evidência, são poucas as vezes que eles notam quem está por trás das vendas, diferentemente do Instagram. 

Logo, uma forma dar um gás no seu anúncio é fazer um anúncio publicitário através do Facebook Ads, que não vai ser exatamente uma campanha específica para o marketplace em si, mas ainda sim será exibido em páginas do Facebook. 

Mas como o produto vai se destacar?

 Simples, o anúncio vai estar com um indicativo de Patrocinado, assim não corre a chance dos usuários não acharem que é apenas uma publicidade padrão. 

Ao utilizar Gerenciador de Anúncios e selecionar a opção Posicionamento Automático para seu produto ele aparecerá não apenas no Marketplace, mas caso seja compatível com as configurações, também no Feed do Facebook, Instagram, Messenger e Audience Network.

2) Faça um bom anúncio

Caso você não queira gastar com Facebook Ads, então será necessário caprichar mais na construção do seu anúncio. Recomendamos que se atente acima de tudo nos seguintes itens: 

  • Utilize palavras-chave no título para que seu produto seja encontrado mais facilmente 
  • Faça uma descrição completa e detalhada do que você está vendendo 
  • Capriche nas fotos 
  • Preencha as categorias do produto com as palavras certas 
  • Adicione o máximo de tags que conseguir

3) Ofereça um bom atendimento

Uma das formas de impactar positivamente o cliente e buscar algum tipo de fidelização é através do atendimento, afinal de contas você pode aproveitar esse canal mais direto para tentar construir uma relação de confiança. Indicamos que: 

  • Responda rápido 
  • Tire todas as dúvidas 
  • Escreva corretamente 
  • Caso seja necessário logística reversa, se empenhe 
  • Aposte no pós-venda

4) Formas de pagamento

Como já falamos anteriormente, se trata de um canal ainda simples e sem um sistema robusto de venda próprio, logo pelo fato do pagamento e entrega ficar ao seu critério, ofereça a solução mais simples e cômoda. 

Sem a interferência do Facebook, seja mais prática e coloque à disposição formas tranquilas como Paypal, Pix, PagSeguro e entre outros.

Conclusão

Agora que você já conheceu melhor o Marketplace do Facebook e entendeu suas vantagens, desvantagens e especificidades, que tal conhecer a ferramenta que pode mudar o seu negócio nos canais de venda? 

Trata-se do hub de integração Plugg.To, uma plataforma que conecta e centraliza todas as informações do seu negócio em uma único painel, onde a partir dele é possível gerenciar todas as suas vendas.